OFICINAS


Facilitador das Oficinas: 
Marcondes Mesqueu

                 Há seis anos (2012/2017) desenvolvo a 
OFICINA TEATRO
CORPO
MOVIMENTO
no Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro. 
Nesse momento estou indo ao encontro de outros públicos e espaços. Sou ator e diretor de formação (veja currículo). Nos meus 39 anos de profissão atuo junto a  aspirantes e estudantes de teatro, comunidades carentes, escola municipal do Rio de Janeiro, hospitais, jovens infratores, pacientes de saúde mental, massa carcerária, usuário e dependente de droga,...
Pesquiso a potencialidade do corpo como instrumento de expressão das suas infinitas possibilidades. Trabalho com Técnicas de Contato Improvisação, Laban, Dança Teatro Butoh, Dança Livre.



Na Oficina de Teatro Corpo Movimento a raiz dramatúrgica é o teatro  como forma de jogo e troca. Jogo, aqui, não implica em competição. Focamos na união de forças. Trabalhamos com a ideia do corpo total. Quando focamos no corpo, forma é, acima de tudo, conteúdo que se apresenta de uma maneira fácil de ser vista e fotografada. Os movimentos são a grande voz por onde buscamos o caminho rumo a uma pesquisa de expressões individuais. O sujeito único dentro do grupo.
A qualidade da ação está nos movimentos interiores. Aqui os corpos não se igualam e nem se comparam. São singulares, produtivos e lúdicos/criativos. 

  
OBJETIVOS GERAIS:
Fazer surgir o acontecimento teatral;
Colaborar na integração grupal;
Promover descobertas;
Promover autoconfiança;
Promover o surgimento de um olhar e agir sem segregação.

Objetivos Específicos:
Através da pesquisa corporal...
desenvolver a expressão,
desenvolver a postura crítica,
desenvolver a criatividade,
trabalhar a inibição,
desenvolver o lúdico interior,
desenvolver a sociabilidade,
desenvolver identidades individuais,
dramatizar situações emanadas do grupo,
montagem de performances,
facilitar o surgimento de potencialidades desconhecidas,
promover apresentações públicas periódicas.

 

Programa:
Improvisação
Interpretação
Dicção
Expressão Corporal
Criação Livre

GRUPO ALVO:
O interessados 

Necessidade:
Uma sala,
Aparelho de CD,

Público Alvo:
Jovens e Adultos a partir de 15 anos.

DIAS, HORÁRIO e DURAÇÃO:

A combinar

CARGA HORÁRIA:
A discutir.

xxx

TEATRO DE ASSALTO

Oficineiro
Marcondes Mesqueu

Se alguém dissesse pra você:
Chegar é a arte de dar início.
Desarrumando se reorganiza, descobre e se aprende a desarrumar.
Forma é, acima de tudo, conteúdo.
A profundidade do dito reside no como dizê-lo.
O dizer não implica o uso da palavra sonora.
A qualidade da ação está nos movimentos interiores.
O bom e o ruim dependem da nobreza do juiz.
Juiz bom e honesto não usa de rigidez.
Bondade e maldade residem no corpo.
A caminhada ajuda a entender o hoje e prever o amanhã.
O acerto e o erro são ferramentas para o enrijecimento.

Se você fosse abordado dessa maneira pensaria numa Oficina de Teatro?

Amigos, esses são os pilares da
FESTOFICINA TEATRO DE ASSALTO.
Convidamos atores e não atores que desejem trabalhar com
 “intervenção pública dramática espacial apoiada no inesperado ”.
FESTOFICINA TEATRO DE ASSALTO não é um método e sim uma proposta de posicionamento do ator frente à sociedade, espaço público e o tempo cênico.
Trabalhamos com o teatro lúdico e coletivo.
A intervenção é o mais importante.
A plateia integra esse coletivo.

FESTOFICINA TEATRO DE ASSALTO
Uma atuação de Artes Cênicas que tem no seu fazer prático e teórico o reforço da cidadania. Desenvolvemos uma dramaturgia onde o ator
 é o principal agente.
Não acreditamos em técnicas revolucionárias e sim em homens que revolucionam com as técnicas que aplicam. A cena que propomos se sustenta no ator, sua grandeza e seus limites.

A partir de exercício de aquecimento, concentração, interpretação, contato improvisação, Butoh, somados a dinâmica de grupo, estimulação ilógica, correlação sentidos/teatro, intercessão com outras artes ( cênicas ou não ) surgem temas e textos a serem dramaticamente vivenciados. O teatro acontece no fazer prático em grupo através da provocação de jogos vivenciais. Toda e qualquer forma de expressão é bem aceita desde que se relacione com o todo.
Trabalhamos com técnicas de Teatro Relâmpago, Intervenções Cênicas e outras emanadas no próprio acontecimento da oficina. O espetáculo é consequência do anseio do grupo de ver representado aquilo que o agrada ou 
 incomoda. A técnica desenvolvida não abre mão dos Espaços Convencionais, mas tem como meta à formação de plateias e isso se dá “ indo ao encontro do público”. Preparamos atores para atuarem em espaços abertos, sala de aula, quadras, praças, livrarias, bares, bibliotecas...


Trabalhamos com a ideia de que o teatro se dá no momento do encontro do ator com o público. Não importa onde isso venha ocorrer.
Toda cena é fruto do conflito de emoções.


PROGRAMA:
Improvisação
Interpretação
Impostação
Dicção
Expressão Corporal
Criação Livre
Teatro de Boneco
Teatro de Roda
Oficina de Texto
História do Teatro

Teatro Relâmpago

OBJETIVOS:
Desenvolver a auto valorização,
Desenvolver a expressão e criação oral,
Desenvolver o sentimento de Grupo,
Desenvolver a postura crítica,
Desenvolver a criatividade,
Trabalhar a inibição,
Desenvolver o sentimento lúdico,
Desenvolver a sociabilidade,
Desenvolver a identidade individual e grupal,
Dramatizar situações emanadas do grupo,
Montagem de esquetes e espetáculo,
Fomentar o surgimento de dramaturgos, cenógrafos, iluminadores,
Montagem de um espetáculo.

NECESSIDADE:
Um espaço,
Aparelho de CD.

PÚBLICO ALVO:
Adultos e Adolescentes.

GRUPO
50 pessoas , no máximo.

( a partir de 15 anos )


xxx

OFICINA
DANÇANDO NA LINHA

Marcondes Mesqueu 
Oficineiro



Uma maneira criativa e artística de se fazer boneco de manipulação direta. Não há limite para a escolha do material a ser utilizado. A proposta é explorar e desenvolver o olhar transformador do indivíduo. Trabalhamos em duas vias, a saber: o material sugere o boneco a ser construído e o boneco sugere o material a ser utilizado. A escolha é livre.

O ator não manipula o boneco o boneco sim que solicita e sugere técnica e habilidade do ator. Sou servo do meu boneco. Toda vez que não dou o que me pede ele entristece na cena.

GÊNERO:
 Boneco dançante manipulado por linha.

PROPOSTA CÊNICA:
Ator ativo interagindo com o boneco.
 Exemplo de Material para confecção:
Bijuteria quebrada, tampa plástica de garrafa, material que sugira cabelo, e tudo mais que o seu olhar criativo determine.

MATERIAL DE APOIO:
Linha “nylon” para pesca, corda de algodão colorido, cola “tek bond” ou similar, cola branca, pau para churrasco, tesoura, alicate de corte...

ATOR BONECO SHOW
O ator-manipulador prepara a seleção musical que comporá a sua relação criativa com o boneco.
Áreas Trabalhadas:
Energia distribuída pelo corpo,
Dramatização,
Ritmo,
Possibilidades Cênicas,
Ator / Boneco e
Apresentação.

NECESSIDADE:
Um espaço,
Aparelho de CD

GRUPO:
15 pessoas

PÚBLICO ALVO:
 Atores, educadores e interessados (adultos e adolescentes).





XxX 
OFICINA CACARECO BONECO 
Marcondes Mesqueu 

Oficineiro 

Apresentação no SESC TIJUCA

Uma maneira artística, criativa, prática e animada de aliar reciclagem, sustentabilidade e respeito ao Meio Ambiente ao teatro.
Espetáculo/Oficina que objetiva a reciclagem criativa. Os bonecos são feitos de sucata doméstica e o espetáculo propõe a confecção de bonecos com material semelhante para que daí surja uma segunda peça representada por atores e público .

ROTEIRO DE AÇÃO:
Cena - estímulo com bonecos de sucata
( Informação da desmontagem dos bonecos );
Desafio para que a plateia remonte os atores/bonecos;
Criação dos bonecos de sucata;
Criação da identidade dos bonecos;
Criação da história dos bonecos;
DRAMATIZAÇÃO DA PEÇA CRIADA COLETIVAMENTE.


OBJETIVOS:
Desenvolver a auto valorização,
Desenvolver a expressão e criação oral,
Desenvolver o sentimento de Grupo,
Desenvolver a postura crítica,
Desenvolver a criatividade,
Trabalhar a inibição,
Desenvolver o sentimento lúdico,
Desenvolver a sociabilidade,
Desenvolver a identidade individual e grupal,
Dramatizar situações emanadas do grupo,
Montagem de esquetes e espetáculo,
Montagem de um espetáculo.

PROGRAMA:
Improvisação; Interpretação; Impostação; Dicção; Criação Livre; Teatro de Boneco; Teatro de Roda; Oficina de Texto;Teatro Relâmpago.

DINÂMICA:
A Oficina pode acontecer em apresentação única de 75 minutos ou dividida em módulos mensais ( duração a definir ) com encontros semanais de 2 horas.
Ao final de cada sessão teremos uma apresentação pública do espetáculo montado.
NECESSIDADE:
Um espaço,
Aparelho de CD,
Roupas e panos .

Grupo :
30 pessoas 

PÚBLICO ALVO:
Atores, educadores e interessados (adultos, adolescentes e crianças ) .
( turmas separadas )

                            

Sem comentários: